Campanhas
Share |

CB 650 R

CB 650 R

Informação Adicional

Motor Motor de quatro cilindros em linha a 4 tempos, DOHC, 16 válvulas e arrefecimento por líquido
Cilindrada 649 cm³
Potência Máxima 70 kW às 12.000 rpm
Binário Máximo 63Nm/9.500 rpm
Alimentação Injeção eletrónica de combustível PGM-FI
Depósito de Combustível 15,4 L
Embraiagem Húmida, discos múltiplos
Caixa de Velocidades 6 velocidades
Transmissão Final Por corrente
Quadro Diamante em aço
Dimensões 2.130 x 780 x 1.075 mm
Altura do Assento 810 mm
Peso em ordem de Marcha 202,5kg
Suspensão frente Forquilha Showa USD de funções separadas e êmbolo de grandes dimensões (SFF-BP - Separate Function - Big Piston) de 41 mm
Suspensão retaguarda Mono-amortecedor com 7 níveis de regulação da pré-carga, 43,5 mm de curso
Pneu Frente 120/70-ZR17 M/C (58W)
Pneu Retaguarda 180/55-ZR17 M/C (73W)
Travão frente 2 canais; sistema hidráulico de dois discos de 310mm à frente.
Travão retaguarda Um disco de 240 mm atrás.
Fabricante Honda
Equipamento opcional Carenagem inferior, Autocolantes para as jantes, Saco de depósito e saco para o banco traseiro – os mesmos que o modelo de topo da gama naked da Honda, a CB1000R., Sistema de mudanças rápidas "quickshifter", Para-brisas dianteiro, Tomada de corrente para acessórios, Punhos aquecidos, Proteção do depósito

1. Introdução

 A Honda nunca teve receio de explorar novos caminhos – tanto no design como na engenharia. Em 2018, a CB1000R, a CB300R e a CB125R vieram trazer uma lufada de ar fresco à gama de modelos naked da marca, misturando uma inspiração "café racer" com um "look" avançado e minimalista, criando um novo tema de design denominado "Neo Sports Café".

 Restava só dar a este segmento uma nova estética e expressão: o altamente competitivo segmento de modelos naked de média cilindrada; em 2019, a CB650R reclamou com toda confiança esse papel para si. Destinado a um público jovem que quer mostrar estilo e desfrutar ao máximo a combinação de elevadas performances do motor de quatro cilindros e fantástica maneabilidade oferecida pelo chassis de baixo peso, este modelo versátil e refinado provou ser um grande sucesso.

Aproveitando o momento, para 2021, a CB650R recebe uma atualização importante na suspensão dianteira, para além de uma série de melhorias de pormenor para aumentar o conforto, a capacidade de utilização e o caráter prático.

 

2. Generalidades do modelo

A principal novidade da atualização da CB650R é a inclusão de uma forquilha USD Showa BFF-BP* de 41 mm de diâmetro – uma suspensão de alta qualidade e funções separadas que aumenta ainda mais a maneabilidade deste modelo.

O motor, agora com homologação EURO5, não revela nenhuma perda de potência de ponta; outras melhorias incluem um guiador em posição ligeiramente mais avançada, painel LCD de melhor visibilidade e ficha de carga USB do tipo C colocada debaixo do banco. Os novos painéis laterais e o guarda-lamas traseiro são outras alterações cosméticas menores.

 

Para 2021, a CB650R modelo vai estar disponível nos esquemas cromáticos seguintes:

Cinzento Pérola Smoky **NOVO**

Preto Metalizado Mate Gunpowder

Vermelho Candy Chromosphere

Azul Metalizado Mate Jeans

 

*Nome completo: Forquilha Showa USD de funções separadas e êmbolo de grandes dimensões (SFF-BP - Separate Function - Big Piston)

 

 

3. Caraterísticas Principais

 

3.1. Ciclística

 

  • Nova forquilha Showa USD de funções separadas e êmbolo de grandes dimensões (SFF-BP - Separate Function - Big Piston)
  • Pinças de travão dianteiras radiais de quatro êmbolos e discos flutuantes
  • Pneu 120/70-ZR17 à frente e 180/55-ZR17 atrás

 

O quadro tipo diamante em aço da CB650R recorre a chapas de pivot prensadas para o braço oscilante e traves duplas elípticas com um equilíbrio de rigidez (mais rígido na zona da coluna da direção e mais "flexível" na zonas das traves) especificamente preparado para oferecer o melhor equilíbrio entre maneabilidade e elevado nível de feedback ao condutor. O ângulo da coluna da direção é de 25,5° e o eixo de arraste (trail) vale 101 mm, para uma distância entre eixos de 1.450 mm. O peso em ordem de marcha é de 202,5 kg.

 

A forquilha USD Showa (SFF-BP) 41 mm de diâmetro é a principal atualização. A forquilha tem funções separadas (a nomenclatura SFF - Separate Function Fork): numa das colunas, temos um amortecedor com função de separação de pressão e, na outra, há um mecanismo de mola. Juntas, as duas colunas da forquilha oferecem um amortecimento de alta performance num conjunto de baixo peso. Juntamente com o uso de um êmbolo de tamanho maior (a nomenclatura BP - Big Piston), o resultado é uma sensibilidade suprema, com elevado controlo e absorção dos impactos. Com 7 níveis de afinação da pré-carga, o mono-amortecedor de um só tubo trabalha diretamente no braço oscilante em alumínio fundido formado por gravidade.

 

As pinças dianteiras radiais de quatro êmbolos trabalham em discos ondulados flutuantes de 310 mm de diâmetro; a travagem é complementada por um disco traseiro de 240 mm e pinça de êmbolo simples. O ABS é um sistema de dois canais.

 

As jantes de alumínio fundido montam pneus 120/70-ZR17 e 180/55-ZR17 à frente e atrás, respetivamente.

 


 3.2 Estilo & equipamentos

 

  • Novos painéis laterais e guarda-lamas traseiro/suporte traseiro para a matrícula
  • · Maior ângulo do guiador para mais fácil capacidade de manobra a baixa velocidade
  • Painel LCD com maior facilidade de leitura e ficha USB tipo C debaixo do banco.

 

Objetivo e agressivo, o estilo Neo Sports Café da CB650R apresenta as proporções trapezoidais caraterísticas e compactas deste conceito, com uma traseira curta e forte e farol embutido. O depósito de combustível longo é um dos principais motes de design desta família; as suas linhas suaves acentuam a solidez das superfícies de metal, localizado por cima de toda a engenharia contida no motor de quatro cilindros em linha. Aqui está também alojado o canhão de ignição.

 

Os novos painéis laterais são agora menores e acentuam todo o minimalismo deste modelo, tal como o guarda-lamas traseiro, que agora é feito de aço em vez de plástico de nylon. Agora também há uma ficha USB tipo C localizada debaixo do banco; esta ficha permite carregar um dispositivo móvel. A altura do banco mantém-se nos 810 mm.

 

O farol redondo é um dos principais elementos do design Neo Sports Café. Tal como o resto das luzes, o farol também é de LEDs. O painel de instrumentos LCD também tem por base a unidade da CB1000R e inclui indicadores de mudança engrenada e de rotação máxima. Para 2021, a facilidade de leitura foi melhorada graças a uma alteração no ângulo dos LEDs e do tamanho dos caracteres.

 

Outra alteração de pormenor é o aumento de 3 graus no ângulo do guiador, agora de 35°. Isto facilita a inserção nas curvas apertadas e de baixa velocidade e também as inversões de marcha.

 

Nas palavras de Valerio Aiello do Dept. de R&D da Honda em Roma, ao falar sobre a estética do design Neo Sports Café:

"Toda a gama atual Neo Sport Café da Honda resulta do protótipo CB4 apresentado no salão EICMA de Milão de 2015. O nosso desejo era explorar o mundo café racer e reinterpretá-lo de forma moderna e atual.

 

Todos os modelos da série CB não são simplesmente motos retro-vintage; são antes modelos neoclássicos ou seja, motos modernas com um estilo e design clássicos combinadas com técnicas modernas.

 

A nossa intenção foi criar uma nova dimensão estilística, diferente das musculadas streetfighters que tínhamos visto nos últimos anos e, ao mesmo tempo, afastarmo-nos de um estilo café-racer mais simples. O resultado final é que nenhuma das motos da concorrência se assemelha à gama Neo Sports Café e, gostando-se ou não deste estilo, reconhece-se de forma fácil e imediata que estes modelos são Honda. A concorrência tem motos clássicas ou muito modernas mas, na minha opinião, não tem modelos que reúnam o melhor dos dois estilos.

 

Durante a fase de desenvolvimento do protótipo CB4, inspirei-me em coisas fora do mundo das motos, mais propriamente nos relógios. Sempre admirei os aspetos técnicos deste mundo e um dos principais conceitos usados no design Neo Sports Café foi o conceito "Mechanical Art" (Arte Mecânica).

 

O conceito "Mechanical Art" expressa o desejo de mostrar ao mundo a beleza dos vários elementos mecânicos e aos quais a Honda sempre deu a maior importância. Os relógios são um dos melhores exemplos disto, já que a sua componente mecânica sempre criou em mim um certo charme e fascínio."

 

3.3. Motor

 

  • 70 kW de pico de potência, 63 N·m de pico de binário com versão de 35 kW compatível com carta A2
  • Sistema HSTC de controlo de tração selecionável
  • Homologação EURO5

 

O motor DOHC de 16 válvulas e 649 cm³ foi afinado para oferecer as performances de um motor tetracilíndrico de média cilindrada o mais puras e agradáveis possível, com as acelerações tipicamente rápidas ao longo de toda a faixa de rotação e a alta rotação forte que tornaram famosos os motores de quatro cilindros em linha da Honda. O pico de potência é de 70 kW e chega às 12.000 rpm, com o pico de binário de 63 N·m a aparecer às 9.500 rpm. Há um kit de conversão de instalação fácil para 35 kW disponível para detentores de carta A2.

 

Graças à atualização de 2021, as únicas alterações nas especificações do motor são a homologação EURO5; para isso foi necessário atualizar a ECU, os ressaltos das cames, o comando da admissão, o tubo de escape, o catalisador e o silenciador, para além da adição de um sensor de impulsos na cambota.

 

A atuação direta das cames torna a cabeça do motor ainda mais compacta; o diâmetro e o curso são de 67 x 46 mm e a relação de compressão é de 11,6: 1. As velas de ignição são de irídio e as condutas de ar são duplas - colocadas de cada lado do depósito - e alimentam a caixa do filtro de ar com uma sonoridade gutural.

 

Os pistões de saias assimétricas minimizam o contacto com os cilindros e reduzem o atrito. As "espinhas ferrosas" na superfície exterior dos cilindros reduzem o consumo de óleo (e o atrito), com melhor transferência térmica; a corrente SV da distribuição é silenciosa e permite reduzir ainda mais as perdas por atrito graças ao tratamento de vanádio dos seus pinos. As passagens internas de refrigeração entre a cabeça do motor e o bloco dos cilindros permitem dispensar a maior parte das tubagens exteriores.

 

O motor possui uma arquitetura interna compacta, com a caixa de seis velocidades e o motor de arranque numa disposição "empilhada" e os cilindros inclinados 30° para a frente. A embraiagem assistida deslizante facilita a seleção de mudanças mais altas e permite gerir de melhor forma o bloqueio da roda traseira nas travagens fortes e nas reduções rápidas. O sistema HSTC de controlo de binário variável da Honda permite gerir a tração da roda traseira; o condutor pode desligá-lo se assim preferir.

 

Os consumos são de 4,80 l/100 km – 20,4km/l – (em modo WMTC), para uma autonomia superior a 300 km por cada depósito de 15,4 litros.

 

4. Acessórios

 

Está disponível toda uma gama completa de acessórios para a CB650R.

 

Vários componentes e inserções de alumínio que dão a máxima expressão ao design Neo Sport Café em comum da CB650R e da CB1000R (visor do painel de instrumentos, painéis do guarda-lamas dianteiro, coberturas de proteção, tampas laterais, bacquet para o banco traseiro)

 

Carenagem inferior

Autocolantes para as jantes

Saco de depósito e saco para o banco traseiro – os mesmos que o modelo de topo da gama naked da Honda, a CB1000R.

Sistema de mudanças rápidas "quickshifter"

Para-brisas dianteiro

Tomada de corrente para acessórios

Punhos aquecidos

Proteção do depósito

 

Disponibilidade: Sob Consulta

8 550,00 €
  • Comparar
  • */ ?>

    Seja o primeiro a analisar este produto

    * Campos obrigatórios

    8 550,00 €

    Etiquetas de Produtos

    Utilize um espaço para separar as etiquetas. Utilize aspas simples (') para frases.