Novos
Share |

CBR 650 F ABS

CBR 650 F ABS

Informação Adicional

Motor 4 tempos, 4 cilindros em linha, 16 válvulas, DOHC,
Cilindrada 649 cm3
Potência Máxima 91 CV (67 kW) / 11.000 rpm (95/1/EC)
Binário Máximo 64 Nm/ 8.000 rpm (95/1/EC)
Alimentação Injecção electrónica multi-ponto PGM-FI
Depósito de Combustível 17,3 litros
Embraiagem Multi-disco banhada em óleo, com molas helicoidais
Caixa de Velocidades 6 Velocidades
Transmissão Final Por corrente #525 O-ring
Quadro Aço tipo diamante
Dimensões 2.110 mm x 755 mm x 1.145 mm
Altura do Assento 810 mm
Peso em ordem de Marcha 213 kg
Suspensão frente Forquilha telescópica convencional de 41 mm Curso de eixo de 120mm.
Suspensão retaguarda Mono-amortecedor, ajustável em pré-carga da mola. Curso de eixo de 43,5mm
Pneu Frente 120/70-ZR17M/C
Pneu Retaguarda 180/55-ZR17M/C
Travão frente Dois discos hidráulico de 320 mm x 5.0 mm com 2 pinças e pastilhas de material sinterizado.
Travão retaguarda Disco de 240 mm x 5 mm com pinça de um êmbolo e pastilhas de resina
Fabricante Honda

1. Introdução 

 Uma moto tetracilíndrica de média cilindrada é um veículo acessível e de condução agradável, com um motor de boas performances e com peso reduzido que, para muitos condutores, representa um excelente ponto de entrada – ou de reentrada – no mundo das motos. Com preço e manutenção bastante acessíveis, este tipo de moto pode ser pequeno em tamanho mas é grande no prazer – uma excelente combinação. A Honda sempre teve uma forte tradição na criação deste tipo de moto – modelos genuínos de média cilindrada com prestações fantásticas.

Desenhada por uma equipa de jovens engenheiros, a CBR650F dá continuação a esta tradição. Na sua introdução em 2014, acompanhada da naked CB650F*, este modelo combinava uma facilidade para o dia-a-dia com facilidade de utilização e uma forte dose de conteúdo desportivo e elegância característicos do nome CBR. Para 2017, a nova CBR650F sobe a fasquia a todos os níveis: continua a ser uma moto fácil de lidar, mas a sua aparência é mais agressiva, a sua maneabilidade é melhor, o seu motor debita mais potência e a sonoridade é mais apurada, complementando o visual mais apurado.

Nas palavras de Sadataka Okabe, Líder de Projecto da CBR650F de 2017: 

"A CBR650F encontrou um lugar junto de quem procura uma moto de estilo e performances desportivas, mas sem fazer compromissos nem entrar em grandes despesas. O nosso objectivo com este novo modelo foi acrescentar o factor entusiasmo e prazer de condução sem sacrificar a sua funcionalidade. O motor continua a debitar binário forte a baixa rotação, mas agora é mais forte, com maior potência em alta. A mais recente forquilha SDBV realça o resto da ciclística e o estilo é bastante mais agressivo e mais CBR, algo verdadeiramente único, com o motor em clara evidência."

2. Generalidades do modelo

 O pico de potência mais elevado graças aos novos funis da admissão e um novo sistema de escape, que permite ao motor respirar melhor, dão à CBR650F um impulso muito gratificante que atinge o redline às 11.000 rpm, com as relações de caixa curtas a assegurarem acelerações mais vigorosas na gama de média rotação. E, com o aumento de potência, o escape emana uma sonoridade mais rouca logo desde baixa rotação, com um troar majestoso à medida que a rotação sobe.

 A parte da ciclística também foi revista, com uma nova forquilha Showa de dupla válvula de torção (SDBV) e pinças de travão Nissin revistas à frente. Com um corpo bastante angulado, a nova CBR650F e as suas carenagens destacam o motor e acentuam a sua postura agressiva e "pronta-para-tudo", com uma aparência e sensação geral reminiscentes da Fireblade CBR1000RR de 2017. Agora o farol e o farolim são de LEDs.

 3. Características principais

 3.1. Motor

 

 Para 2017, o motor da CBR650F tem mais 3 KW em alta, com uma potência de pico às 11.000 rpm de 67 kW. Este aumento – que se nota mais a partir das 5.000 rpm – fica a dever-se à nova gestão da admissão e do escape: funis de admissão mais curtos, rampa de aceleração com aberturas de 32 mm alimentadas por uma caixa de ar com tiragem descendente vertical (que recebe o ar via condutas de admissão maiores) e, em vez no sistema de escape lateral 4-1, a moto apresenta agora um silenciador de sistema de dupla estrutura interna (em vez de tripla), o que reduz a contrapressão. A abertura final também é mais larga.

 Com relações mais curtas entre segunda e quinta velocidades, a nova CBR650F consegue arranques bastante mais rápidos do que o modelo anterior e, nas recuperações em segunda a 60 km/h, ganha o equivalente ao comprimento de 3 motos em apenas 400 metros.

 O binário ligeiramente mais elevado (64N·m às 8.000rpm) e a docilidade do motor permitem acelerações suaves desde o ralenti, às 1.500 rpm, em sexta velocidade. Adicionando um nível adicional de satisfação, a sonoridade gutural entre baixa e média rotação altera-se para um troar viciante a alta rotação, nunca deixando esquecer que a CBR650F faz parte da família de modelos tetracilíndricos de competição da Honda.

 O motor de 649 cm³ possui uma arquitectura interna compacta, caixa de seis velocidades "empilhadas" e configuração tipo motor de arranque/embraiagem com os cilindros inclinados 30° para a frente. A cabeça DOCH de 16 válvulas usa árvores de cames de actuação directa; o diâmetro e o curso são de 67 x 46 mm e a relação de compressão é de 11,4 : 1.

 Os pistões de saias assimétricas minimizam o contacto com os cilindros e reduzem o atrito. As "espinhas ferrosas" na superfície exterior dos cilindros reduz o consumo de óleo (e o atrito), com melhor transferência térmica; a corrente SV da distribuição é silenciosa e permite reduzir ainda mais as perdas por atrito graças ao tratamento de vanádio dos seus pinos. As passagens internas de refrigeração entre a cabeça do motor e o bloco dos cilindros permite dispensar a maior parte das tubagens exteriores.

 Os consumos são de 21 km/l (4,7 l/100 km em modo WMTC) para uma autonomia superior a 350 km por cada depósito de 17,3 litros. O motor da CBR650F cumpre a norma EURO 4.

 3.2. Ciclística

 

 O quadro tipo diamante em aço da CBR650F recorre a traves duplas elípticas de 64 x 30 mm, com um equilíbrio de rigidez (mais rígido na zona da coluna da direcção e mais "flexível" na zonas das traves) especificamente preparado para oferecer o melhor equilíbrio entre maneabilidade e elevado nível de feedback ao condutor. O ângulo da coluna da direcção é de 25,5° e o eixo de arraste (trail) vale 101 mm, para uma distância entre eixos de 1.450 mm O peso em ordem de marcha é de apenas 213kg

 A nova forquilha de suspensão Showa SDBV melhora o conforto e a maneabilidade, oferecendo afinações proporcionais do amortecimento em extensão, com amortecimento mais firme em compressão caso seja usado todo o seu curso de 120 mm. As tampas da forquilha em formato octogonal têm acabamento atraente em Alumite. Com 7 níveis de afinação da pré-carga, o monoamortecedor trabalha directamente no braço oscilante em alumínio fundido.

 As jantes em alumínio fundido e de seis raios montam pneus radiais 120/70-17 à frente e 180/55-17 atrás, com válvulas de formato de L que facilitam o enchimento. As pinças de travão Nissin de dois êmbolos foram revistas e actuam sobre discos ondulados de 320 mm; atrás as pinças, de um só êmbolo, trabalham num disco de 240 mm. A CBR650F está equipada de série com sistema ABS de dois canais.

 A nova carenagem frontal aumenta o aspecto super-desportivo e canaliza o ar a alta pressão da área frontal para dentro da conduta de admissão. Este design também permite expor ao máximo todo o esplendor visual do motor – afinal, esta unidade foi concebida para ser vista e apreciada – destacando toda a agressividade da moto.

 Os painéis laterais são mínimos e destacam a traseira e o seu farolim de LEDs e lente clara, a complementar o farol dianteiro elegante e também de LEDs. O perfil estreito a meio do banco ajuda a chegar mais facilmente ao chão; o próprio banco está assente em apoios de borracha cujo formato e dureza específica foram cuidadosamente estudados para minimizarem as vibrações. A altura do banco é de 810 mm.

 O painel de instrumentos é composto por dois mostradores digitais de grandes dimensões. À esquerda encontramos o conta-rotações e o velocímetro; à direita temos o indicador do nível do combustível, o relógio, o conta-quilómetros totalizador e as luzes avisadoras. Ambos os lados possuem retroiluminação branca. A chave é compacta e do tipo ondulada.

 Com um quadro, braço oscilante e rodas sublinhados a preto (as tampas do motor são de cor bronze), a CBR650F vai estar disponível nos seguintes esquemas cromáticos:

Disponibilidade: Sob Consulta

8 500,00 €
  • Comparar
  • */ ?>

    Seja o primeiro a analisar este produto

    * Campos obrigatórios

    8 500,00 €

    Etiquetas de Produtos

    Utilize um espaço para separar as etiquetas. Utilize aspas simples (') para frases.