Novos
Share |

SUPER CUB 125 2019

SUPER CUB 125 2019

Informação Adicional

Motor 4 tempos, SOHC, 2 válvulas, refrigerado por ar
Cilindrada 125 cm³
Potência Máxima 7,1kW·(10CV) às 7.500 rpm
Binário Máximo 10,4N·m às 5.000 rpm
Alimentação Injecção electrónica PGM-FI
Depósito de Combustível 3,7 litros
Embraiagem Embraiagem húmida, discos múltiplos
Caixa de Velocidades 4 velocidades
Dimensões 1.915 x 720 x 1.000 mm
Altura do Assento 780 mm
Peso em ordem de Marcha 109 kg
Suspensão frente Forquilha telescópica. Curso de 26mm
Suspensão retaguarda Duplo amortecedor
Pneu Frente 70/90-17M/C 48P
Pneu Retaguarda 80/90-17M/C 50P
Travão frente Hidráulico, um disco de 220 mm
Travão retaguarda Tambor de 130 mm
Fabricante Honda

Actualizações do modelo: A Super Cub – o veículo a motor mais vendido em todo o mundo – regressa à Europa. O modelo mantém as suas famosas características de performance bastante acessíveis e o seu estilo único e intemporal, mas beneficia agora de um motor forte de 125 cm³, uma caixa semi-automática com mudanças muito suaves e silenciosas, um quadro novo e mais robusto, suspensões de maior curso, luzes integrais de LEDs e um sistema de arranque e acesso por "chave inteligente" Smart Key.

Conteúdo:

1. Introdução

2 Generalidades do Modelo

3. Características principais

4. Especificações técnicas

 

 

1. Introdução

 

A primeira Super Cub C100 foi apresentada em 1958, no 10º ano de existência da Honda. Um modelo desenhado pelo próprio Soichiro Honda e pelo seu companheiro de longa data Takeo Fujisawa, a Super Cub pretendia ser um veículo simples e objectivo, que "pudesse trazer alegria e utilidade às vidas das pessoas".

 

Passados quase 60 anos, em 2017, a Honda fabricou a Super Cub nº 100 milhões, tornando este modelo o veículo a motor mais popular de todo o mundo. E, tal como os seus atributos de modelo simples, elegante, fiável, económico e muito prático, a Super Cub nunca passa de moda; na realidade, os objectivos primários definidos pelos fundadores da Honda foram plenamente atingidos: dar e manter a mobilidade das pessoas.

 

Até agora, o mais recente modelo – a Super Cub C110 – só estava disponível no Japão, onde é muito popular entre os utilizadores executivos, incluindo os correios japoneses, e nos países do sudoeste do continente asiático, onde é usado como meio privado de transporte da maioria das pessoas.

 

Consciente de todo um conjunto de utilizadores urbanos – mais jovens e também mais maduros – que procuram um veículo de duas rodas de inspiração retro possuidor de uma verdadeira credibilidade e um estilo marcante, a Honda revela agora a Super Cub C125, uma evolução do lendário modelo e o capítulo seguinte na sua já longa história, concebido para a vida moderna nas cidades.

 

Nas palavras de Tadamasa Maeda, Líder do Projecto da Super Cub C125: 

 

"Conhecemos o nosso cliente-tipo, homem ou mulher e sabemos que o estilo é um aspecto levado muito a sério, pelo que a nossa nova Super Cub C125 vem enriquecer a vida desses clientes. O seu design intemporal tem uma expressão de valor e universalidade e juntámos a isso um novo nível de performance ao motor e melhorámos as capacidades de condução do quadro e da ciclística. Tal como sucedeu com o nosso fundador, a nossa maior alegria é ter um impacto positivo na vida do dia-a-dia – e também colocar um enorme sorriso nos lábios de todos os que usam a Super Cub nas suas vidas.

 

2. Generalidades do modelo

 

 

A Super Cub C125 marca uma nova página na história única deste veículo com uma atracção tão universal que já se vende em mais de 160 países e com um aspecto tão instantaneamente reconhecível que foi o primeiro veículo no Japão a conquistar o galardão de marca registada tridimensional.

 

Apesar da aparência não se desviar muito do "look" clássico, o aumento dos parâmetros do motor de 125 cm³ – potência e binário – mantém a Super Cub sempre à frente do trânsito das cidades; a sua embraiagem centrífuga automática também foi actualizada para complementar o aumento de potência e oferecer mudanças silenciosas e ultra-suaves.

 

O quadro de aço também foi optimizado e oferece agora uma rigidez balanceada que retém a famosa facilidade de utilização da Super Cub. As suspensões de maior curso, tanto à frente, como atrás, as jantes de 17 polegadas de alumínio fundido e o travão dianteiro de disco oferecem uma condução suave e de confiança, com forte capacidade de travagem. A iluminação integral de LEDs vem trazer a este modelo um toque de modernidade e o sistema Smart Key acrescenta funcionalidade e conveniência no dia-a-dia.

 

A pintura pérola destaca o design evocativo da Super Cub C125 e está disponível nas seguintes opções:

 

Azul Pérola Niltava

Vermelho Pérola Nebula

 

 3. Características principais

 

3.1 Estilo e Ciclística

 

Evolução subtil do estilo simples, clássico e intemporal Super Cub, agora com iluminação total de LEDs

Modelo fácil de usar, posição de condução confortável e utilização suave e muito estável

Suspensões de maior curso, rodas de 17 polegadas e travão dianteiro de disco, ABS de 1 canal

Sistema Honda Smart Key com função ‘answer-back’ para excelente funcionalidade no dia-a-dia

 

A Super Cub 125 foi concebida segundo um conceito de uma só palavra: universalidade. Por outras palavras, este teria de ser um modelo fácil de usar para um enorme leque de pessoas. Uma parte deste carácter é a silhueta tipo "S" inclinada para a frente, que ocupa todo o espaço de entrada na scooter até ao guarda-lamas traseiro, facilitando as entradas e as saídas do condutor.

 

Os detalhes conferem uma sensação e um aspecto de elevada qualidade, com um equilíbrio elegante entre as curvas suaves e subtis e as extremidades abruptas das protecções das pernas e das extremidades dos guarda-lamas à frente e atrás. O guarda-lamas traseiro é ultrafino, em aço prensado em vez de plástico, destacando a silhueta clássica em forma de ‘S’.

 

Um dos elementos-chave desde o primeiro modelo Super Cub é a "unidade" de direcção, que unifica os elementos separados – forquilha, guiador e protecções para as pernas – numa única unidade coesa. No modelo original, o guiador, com formato a fazer lembrar as asas de uma ave, era um ponto de venda evidente e forte; agora, na Super Cub C125 – construído em aço forjado e com diâmetro variável, curvatura em resina moldada e incorporando interruptores e instrumentos – este elemento continua a reflectir aquele motivo.

 

Os punhos estão colocados em posição natural e fácil de agarrar e complementam a posição de condução a direito, com uma excelente visibilidade para a frente e a toda a volta. Sempre com intenção de melhorar o conforto, o banco usa espuma de uretano mais espessa e de elevada densidade do que a C110; o banco também tem cortes de lado e à frente para maior facilidade em chegar com os pés ao chão.

 

Todas as luzes são modernas e brilhantes com tecnologia LED e os instrumentos destacam a profundidade do design geral, com um mostrador de dois anéis cromados; o anel exterior recebe toda a escala do ponteiro do velocímetro analógico e as luzes avisadoras, e o anel interior recebe o mostrador digital minimalista.

 

Um toque moderno do equipamento é o comando Smart Key; basta colocá-lo no bolso e arrancar com a Super Cub. A Smart Key também comanda a imobilizador e representa um dispositivo extra anti-roubo, e está equipado com a função ‘answer-back’ que acende os piscas quando se pressiona o respectivo botão do comando, localizando facilmente a sua moto no meio de outras. E, numa referência aos seus antepassados (e sublinhando a sua história Honda), o comando da Smart Key possui um logótipo de estilo antigo "Old Wing".

 

A condução divertida e fácil sempre foi outro dos aspectos marcantes da Super Cub – chegando até a inspirar uma canção ‘My little Honda’ dos Beach Boys na década de 1960. Para manter a sua natureza tranquila, mas em conformidade com a actualização das especificações do motor de 125 cm³, o desenvolvimento da Super Cub C125 começou tendo como base o quadro monotrave tubular em aço da C110. O equilíbrio da rigidez na zona da coluna da direcção e dos pendurais do motor foi melhorado, para optimizar a capacidade de alojamento do motor de maior cilindrada; o guiador e o banco estão agora montados em apoios de borracha. Os poisa-pés também apresentam inserções de borracha.

 

O ângulo da coluna da direcção é de 26,5° e o eixo de arraste (trail) vale 71mm, para uma distância entre eixos de 1245mm. O peso em ordem de marcha é de 109kg. A forquilha da suspensão dianteira tem curso de 100 mm e a suspensão traseira de duplo amortecedor tem 84 mm de deslocamento do eixo (mais 10 e 19 mm, respectivamente, do que na C110), absorvendo as irregularidades da estrada de forma irrepreensível, enquanto as jantes de 17 polegadas em alumínio fundido aumentam a estabilidade e a precisão da direcção. Os pneus são tubeless (sem câmara-de-ar) e têm tamanho de 70-90-17 à frente e 80-90-17 atrás. O travão dianteiro tem um disco de 220mm e pinça de um só êmbolo, complementado por um travão traseiro de tambor de 130mm.

 

 

3.2. Motor

 

Simples, robusto, fiável, económico; isto resume o motor da Super Cub C125. A unidade SOHC de 125 cm³ arrefecida por ar tem cabeça de duas válvulas e sistema de injecção de combustível e foi melhorada em termos cosméticos com um acabamento metalizado de tom mate e diversos componentes cromados que lhe dão um aspecto premium; as melhorias estendem-se também ao interior, com vista a melhorar a experiência de condução.

 

O ruído do motor é mantido no mínimo graças à utilização de carretos primários helicoidais e moentes de biela com bronzes de alta precisão. Os rolamentos do tambor das mudanças melhoram as capacidades em engrenar as relações da caixa; o braço das mudanças tem inserções de borracha (que também ajudam a baixar o ruído) e o amortecedor da embraiagem foi optimizado também com inserções de borracha para reduzir o choque das mudanças.

 

O diâmetro e o curso são de 52,4 x 57,9mm e a relação de compressão é de 9,3: 1. O pico de potência de 7,1kW aparece às 7,500rpm e o binário de 10,4 N·m surge às 5.000 rpm; tanto a curva de potência como a de binário são muito lineares, com um reforço forte entre a gama de média rotação e o pico.

 

Os consumos da Super Cub C125 são de 66,7km/l (1,5 l/100 km em modo WMTC) para uma autonomia de cerca de 245km por cada depósito de 3,7 litros.

Disponibilidade: Sob Consulta

3 750,00 €

Seja o primeiro a analisar este produto

Etiquetas de Produtos

Utilize um espaço para separar as etiquetas. Utilize aspas simples (') para frases.